You are here: Home Notícias Notícias Gerais Vice-ministro da Agricultura de Angola sugere parceria com a Embrapa Cerrados
Document Actions

Vice-ministro da Agricultura de Angola sugere parceria com a Embrapa Cerrados

A Angola está priorizando a produção dos alimentos que fazem parte da dieta da maioria dos 13,5 milhões de habitantes do país.

O sociólogo Zacarias Sambeny, vice-ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural de Angola, pretende incluir trabalhos conjuntos entre a equipe da Embrapa Cerrados e os profissionais do futuro centro de pesquisa agropecuária de Angola no acordo de cooperação técnica a ser validado na próxima segunda-feira entre a Embrapa e o Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural de Angola.

Sambeny liderou uma comitiva de onze profissionais em visita à Embrapa Cerrados (Planaltina - DF) na manhã desta quarta-feira (22) para conhecer melhor as linhas de pesquisa da Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Segundo o vice-ministro, o país africano, vitimado por 27 anos de guerra civil até o acordo de cessar-fogo assinado em fevereiro de 2002 entre o exército angolano e a UNITA, está priorizando a produção dos alimentos que fazem parte da dieta da maioria dos 13,5 milhões de habitantes do país. As culturas da mandioca, milho, batata-doce e feijão são prioritárias.

Não foi a primeira vez que Sambeny esteve na Embrapa Cerrados. O sociólogo de formação já havia visitado a Unidade em 1989, ano em que passou 6 meses no Brasil fazendo um curso de extensão rural oferecido pela antiga Embrater. “Já havia visitado a Embrapa de Cruz das Almas, na Bahia, a Agroindústria de Alimentos, no Rio, e outras. Também passei pelo Rio Grande do Norte e conheci a caatinga”, destacou.

Segundo Sambeny, a reestruturação da pesquisa agropecuária em Angola deve concentrar esforços para o incremento da produção de grãos, mandioca e batata-doce. O vice-ministro também cita a caprinocultura, ovinocultura e pecuária como áreas importantes para o desenvolvimento do país. “A área florestal também deve ser prioridade para termos desenvolvimento sustentável”, salienta. Madeira, diamantes e minerais estão entre as principais fontes de receita de Angola, país que chegou a ser o terceiro maior produtor de café mundial antes do agravamento da guerra civil nos anos 80.

Durante a visita à Embrapa Cerrados, a delegação angolana assistiu a uma apresentação sobre o potencial agrícola do Cerrado e as linhas de pesquisa da Unidade. Após a discussão com o chefe de pesquisa e desenvolvimento José de Ribamar dos Anjos, os representantes do Ministério da Agricultura de Angola ouviram explicações do pesquisador Moacir Saueressig sobre o projeto do Centro de Transferência de Tecnologias de Raças Zebuínas com Aptidão Leiteira (CTZL), centro tecnológico instalado em área de 194 hectares no Gama (DF) com inauguração marcada para o próximo dia 5 de setembro.

A comitiva angolana também tomou conhecimento da realização do II Simpósio Internacional de Savanas Tropicais e IX Simpósio Nacional do Cerrado, eventos programados para outubro de 2008 no Centro de Convenções de Brasília. A visita incluiu ainda uma apresentação do pesquisador Edson Sano, no laboratório de sensoriamento remoto, para detalhar os estudos que utilizam imagens geradas por satélites. Sano exibiu imagens de diferentes satélites usados para dar suporte à pesquisa agropecuária e mostrou como é feito o trabalho de quantificação da vegetação nativa de Cerrado e da área plantada com diferentes culturas no Cerrado.

Sambeny e os demais representantes concluíram a visita com uma ida ao campo para conhecer os experimentos com café irrigado. Os pesquisadores Antônio Fernando Guerra, Omar Rocha e Gustavo Rodrigues, equipe responsável pela tecnologia do manejo da irrigação do cafeeiro com uso do estresse hídrico para uniformização da florada, apresentaram os ganhos de produtividade e redução de custos possibilitados com a aplicação da tecnologia desenvolvida na Embrapa Cerrados.

A delegação de Angola segue amanhã (23) para Belo Horizonte, de onde parte para visitar a Embrapa Gado de Leite, em Juiz de Fora – MG. A reunião com a Assessoria de Relações Internacionais da Embrapa, que deve definir os programas de cooperação técnica entre os dois países na área de pesquisa agropecuária, está prevista para a próxima segunda-feira, em Brasília.

Gustavo Porpino de Araújo
Jornalista (RN 648JP)
Área de Comunicação e Negócios
Embrapa Cerrados

Associação Central dos Fruticultores do Norte de Minas (Abanorte) - Rua São Pedro, Numero 236 Centro Janaúba CEP 39440-000. ...